• Cidade da Bahia

Segundas do Chorinho homenageia a guitarra


Na noite desta segunda-feira, 23 de dezembro de 2019, a partir das 20h, o projeto Segundas do Chorinho apresenta o show “A guitarra no choro”, uma proposta estética do trabalho do guitarrista Victor Sales, que traz como convidados especiais os músicos Elisa Goritzki (flauta), Gabriel Rosário (bandolim), Emerson Taquari (pandeiro), Mateus Aleluia (trompete) e Bruno Uzeda (guitarra). Os amantes do choro terão oportunidade de ouvir novos arranjos de clássicos do choro e da música popular brasileira, recebendo músicos chorões que sobem espontaneamente ao palco no formato Roda de Choro.


O Segundas do Chorinho tem data, hora e local fixos. Acontece em todas as segundas-feiras do ano, a partir das 20h, na Varanda do Sesi Rio Vermelho (Rua Borges dos Reis, 09), apresentando sempre grupos e artistas que trabalham com o estilo musical. O couvert artístico custa R$ 20, mas sai por R$ 15 para quem chegar até as 20h. Reserva de mesas pelo telefone (71) 99160 9140.


"A guitarra no choro" vem sendo apresentado em Salvador, recôncavo da Bahia e em turnês internacionais no Chile e Argentina em 2019. A proposta traz o guitarrista como solista e apresenta também seu trabalho de acompanhamento, ao qual vem se especializando desde 2005, junto aos mestres do choro na Bahia, como Cacau do Pandeiro e Edson 7 cordas.

Victor Sales formou-se em música popular pela Ufba (2018), no curso de guitarra, com o professor Alex Mesquita. A proposta de inserir a guitarra no gênero musical vem sendo apresentada desde seu recital de formatura como guitarrista, no mês de setembro 2018, no Teatro Sesi Rio Vermelho.


Atualmente com uma nova produção musical de arranjos junto a músicos de choro, Victor vem se reunindo com mestres de choro e experimentando formações instrumentais diferenciadas do tradicional regional de choro. A intenção é apresentar novos arranjos diferenciados, mas executar o repertório tradicional do choro, que traz obras de Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Waldir Azevedo e outras autorais. Dentro desta perspectiva, Victor cria maneiras variadas de acompanhar, envolvendo estilos e ritmos afro-baianos, como também usa o recurso da improvisação muito explorada dentro do chorinho.


*Foto de Elisa Goritzki/divulgação

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com