Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com

  • Cidade da Bahia

Portais de abordagem e tecnologia reforçam segurança no Carnaval



As ações da Secretaria da Segurança Pública (SSP) para garantir a ordem nos três circuitos do Carnaval este ano incluem a utilização de Portais de Abordagem e soluções tecnológicas, como câmeras com sistema de reconhecimento facial funcionando 24 horas. Quem passa pela Avenida Adhemar de Barros, em Ondina, e pelo Porto da Barra, dois dos maiores acessos ao Circuito Dodô (Barra/Ondina), por exemplo, encontra agentes da Polícia Militar realizando a operação de revista dos foliões a partir dos Portais de Abordagem.


No total, são 42 portais distribuídos pela festa. Antes de ter acesso ao desfile de trios elétricos, blocos e camarotes, homens e mulheres passam por uma revista, em que seus objetos pessoais são verificados para evitar a entrada de armas de fogo ou brancas e objetos perfurocortantes que ofereçam riscos de incidentes violentos.


De acordo com o supervisor dos Portais de Segurança, tenente-coronel André Borges, objetos como chaves de fenda, facas de cozinha e pentes que podem se assemelhar a um canivete são recolhidos durante as revistas. "Nós não permitimos o acesso de tudo aquilo que representa risco para o folião e para quem vem se divertir dentro do circuito”, explica.

Além disso, este ano, todos os portais possuem câmeras de reconhecimento facial e funcionam 24 horas. “Com essa medida, nós estamos monitorando 24 horas, todos os dias do Carnaval, ininterruptamente, visando garantir a segurança de todas as pessoas que vêm para os circuitos”, completa.


São 300 câmeras instaladas nos circuitos, posicionadas em pontos estratégicos de ruas, avenidas e estações de transporte público. As imagens são acompanhadas por equipes no Centro de Operações e Inteligência (COI) da SSP. Dez drones do Grupamento Aéreo (Graer) também enviam imagens em tempo real para o COI.


Dentre as câmeras, 84 possuem sistema de reconhecimento facial. O superintendente de Gestão Tecnológica da SSP, coronel Marcos Oliveira, lembra que, apesar de relativamente novo, o sistema foi reconhecido como exitoso, inclusive em outros países. “Em 2019, foi um desafio para a gente lançar câmeras de reconhecimento facial nos circuitos da folia e foi uma iniciativa de sucesso, bastante noticiada mundo afora. A partir dali, aprimoramos o uso dessa tecnologia e o desafio agora é colocar isso em todas as entradas da festa”, informou o gestor.


Desde que foi implantado, em dezembro de 2018, o sistema de reconhecimento facial auxiliou nas prisões de 134 foragidos da Justiça pelos crimes de homicídio, estupro, tráfico de drogas, roubo e furto.


Para o Carnaval 2020, o Governo do Estado, por meio da SSP, investiu cerca de R$ 45 milhões na segurança da festa. Além do investimento em tecnologia, a operação inclui um esquema de policiamento com um efetivo de 27 mil policiais, mil a mais que em 2019. No total, 70 postos de segurança estão distribuídos nos três circuitos em Salvador. As ações envolvem a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e o Departamento de Polícia Técnica (DPT).


*Foto de Alberto Coutinho/BA