• Cidade da Bahia

Nova Praça Cairu realça beleza do Comércio



A Praça Visconde de Cairu, ou simplesmente Praça Cairu, na região do Comércio, foi completamente requalificada pela Prefeitura e entregue nesta quinta-feira, 30 de julho, dentro das ações do programa Salvador 360, eixo Centro Histórico. O investimento total foi de R$8 milhões, com uma parte dos recursos oriunda de convênio com o Ministério do Turismo.


O projeto de requalificação foi coordenado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e possibilitou melhorias em toda a infraestrutura e entorno da praça. As obras foram executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), por meio da Superintendência de Obras Públicas (Sucop).


Entre as intervenções estão a construção do deque de contemplação e a colocação de piso em granito. Já o piso geral do calçamento é de concreto usinado cinza. A rampa de acesso de veículos ao Terminal Náutico foi completamente refeita, também em concreto, bem como as rampas para pessoas com deficiência. A parada de ônibus de turismo foi totalmente revitalizada.


No entorno do Mercado Modelo, foi realizado o rebatimento da fachada, a substituição do piso por pedra portuguesa nas cores branca e preta. Foram promovidas a implantação de novos bancos, reforma do busto do Visconde de Cairu, fechamento do canteiro de árvores, reforma do guarda-corpo do cais e do gradil do estacionamento do Terminal Náutico. Além disso, balizadores foram implantados na área de Embarque e Desembarque do Terminal Náutico e o gradil que circunda o monumento também foi recuperado.


A iluminação da praça e de todo o seu entorno também recebeu importantes intervenções. De acordo com a Diretoria de Iluminação (Dsip), foram instaladas 97 luminárias e 13 projetores, totalizando o investimento de R$277 mil.


Tendo a um lado o Mercado Modelo; à frente, o Elevador Lacerda; e mais adiante, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia e o 2º Distrito Naval, a Praça Visconde de Cairu – antes grafada Cayru – foi construída entre o final do século XIX e o início do século XX, quando o mercado ainda era a alfândega da capital baiana e parte da Cidade Baixa não tinha sido totalmente aterrada. A praça é um dos principais pontos de visitação de turistas que chegam do Terminal Náutico da cidade.


*Fonte Secom

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com