• Cidade da Bahia

Lobato, Liberdade e Bonfim passar a ter isolamento ampliado



A Prefeitura de Salvador, através de entrevista coletiva do prefeito ACM Neto, anunciou na manhã desta segunda-feira, 18 de maio, uma série de ajustes nas medidas de combate ao avanço da Covid-19 na capital baiana. O destaque foi o anúncio de três novos bairros que terão restrições mais rígidas para o comércio e a circulação de pessoas a partir desta quarta-feira (20): Lobato, Liberdade e Bonfim. A medida também foi mantida no bairro de Plataforma, mas suspensa na Boca do Rio e no Centro (Joana Angélica). As restrições ainda estão valendo também na Pituda e, segundo o prefeito, deverão ser prorrogadas no bairro. Já as restrições gerais para o comercio e o fechamento de escolas na cidade foram prorrogadas até 1º de junho, com a novidade de que os shopping centers poderão funcionar em sistema de drive thru e o comércio ambulante poderá retomar a atividade, desde que sejam adotadas medidas de segurança como a distância mínima de dois metros entre os vendedores e o uso de máscaras.


Desta forma, a partir de quarta-feira (20), Plataforma, Lobato, Liberdade e Bonfim ficarão com o comércio formal e de ambulantes proibidos, com exceção de supermercados, farmácias, agências bancárias, estabelecimentos que fazem delivery, repartições públicas e cartórios, clínicas veterinárias, serviços de imagem radiológica, atendimentos de tratamento contínuo (oncologia, hemoterapia e hemodiálise), e laboratórios de análise clínica. O prefeito também antecipou que ainda na quarta-feira poderão ser anunciados novos bairros com este tipo de restrição.


No caso dos shoppings, as vendas só poderão ser realizadas através de meios virtuais (whatsapp, site ou aplicativo da loja), para que os clientes não acessem os estabelecimentos. O pagamento deverá ser realizado previamente, ou, por cartão. As estações de entrega deverão ser identificadas e manter distância mínima de três metros, com apenas um funcionário. As unidades deverão ser higienizadas antes do uso e possuir dispensers de álcool gel. Os produtos também deverão ser higienizados, obrigatoriamente, antes de serem entregues aos clientes.


Já o comércio de rua poderá funcionar, desde que a área seja superior a 200m² , assim como para os setores de material de construção e limpeza, serviços relacionados a atividade de saúde, oficinas automotivas, farmácias e supermercados e estabelecimentos alimentícios e serviços veterinários. Será necessário limitar a capacidade de um cliente por nove metros quadrados, com acesso restrito a uma pessoa por família, com excessão de idosos, pessoas diagnosticadas com câncer e em uso de medicamentos imunossupressores.


*Foto de Victoria Câmara

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com