• Cidade da Bahia

Jornalistas de A Tarde e Massa fazem paralisação de 48 horas



Reunidos em assembleia na manhã desta quarta-feira, 24 de fevereiro, os jornalistas dos diários A Tarde e Massa decidiram iniciar uma paralisação de 48 horas, conforme aprovado em assembleia há uma semana. A informação foi divulgada pelo Sinjorba – Sindicato dos Jornalistas do Estado da Bahia e a decisão tem como motivo principal os atrasos nos pagamentos dos salários, que chegam a três meses, além do não pagamento de benefícios como férias há vários meses. Uma nova assembleia está marcada para a tarde desta quinta (25), quando os trabalhadores vão avaliar a continuidade ou não do movimento paredista.


Conforme o Sinjorba, a paralisação foi confirmada “após um debate de quase duas horas, quando diversos colegas se pronunciaram, os trabalhadores demonstraram força e determinação para manter o movimento. A votação foi por ampla maioria. A paralisação continua até esta quinta (25) como meio de sensibilizar a empresa a debater as pendências com os empregados e o Sindicato, além de apresentar perspectivas de quitação dos débitos”.


No início da manhã desta quarta-feira, representantes da empresa se reuniram com a diretoria do Sinjorba. “Porém, estranhamente, a empresa não apresentou qualquer proposta ou plano de pagamento dos salários de janeiro e fevereiro. Apenas manteve a posição já informada em Comunicado Interno de pagar o salário de dezembro/2020 até 05 de março de 2021”, comunicou o sindicato da categoria. “O diretor do Jornal disse ainda que a prioridade é quitar os vencimentos atrasados e que só depois poderão pensar nas outras verbas devidas (13º salário, tíquetes-refeição, férias etc)”.


Diante dessa situação de indefinição, os jornalistas decidiram manter a paralisação até quinta (25) e avaliar o movimento para decidir o que fazer depois. A opinião é que é preciso diálogo por parte da direção do jornal, o que não vem acontecendo desde janeiro de 2020, além da apresentação de um plano completo de quitação dos salários e demais verbas.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo