Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com

  • Cidade da Bahia

Está provado: sexta-feira 13 é dia de mau agouro


*Diogo Tavares


Sexta-feira, dia 13, lua cheia. Para quem é supersticioso é um prato cheio. O estigma do número é particularmente difundido nos Estados Unidos, onde evita-se até a construção de edifícios com 13 andares e onde um dos clássicos do cinema trash (Z movie) nasceu, o homônimo “Sexta-feira 13”. Mas há referências até mais antigas, já que gregos consideravam 12 um número perfeito, divisível por 1,2, 3, 4, 6 e 12, enquanto o seguinte seria um estranho sem equilíbrio em ciências como a arquitetura.


Embora os primeiros registros da sexta-feira 13 como um dia azarado sejam do Século IX, sua origem estaria nos primórdios do cristianismo. Na última ceia seriam treze os presentes, sendo Judas o décimo-terceiro, o traidor, que levaria à crucificação de Jesus numa sexta-feira.


Em algum momento, as duas coisas acabaram se juntando, conforme tese levantada por antropólogos como Phillips Steven Jr. da Universidade de Buffalo (EUA). A teoria é bastante criticada, mas o fato é que o calendário gregoriano que usamos tem 12 meses, assim como o número dos deuses do Monte Olimpo.


Com o tempo, o 13 passou a ser relacionado a coisas ruins, como bruxaria. Já as noites de lua cheia, todos sabem, são quando os Lobisomens aparecem. Quanto à sexta feira, é o dia internacional de encher a cara, até, talvez, ver um monstro peludo ou tropeçar na própria perna, em mais um testemunho de que se trata de uma conjunção de mau agouro.


*Ilustração base de Flávio Luiz