• Cidade da Bahia

Cosplayers realizam encontro em praça na Pituba



O grupo Cosplayers Bahia promove neste sábado, 29 de fevereiro, das 14h às 17h30, na Praça Aquarius, na Pituba, um encontro desta arte da representação de personagens e personalidades. Fundado em dezembro de 2012, o grupo promove encontros periódicos com o objetivo de difundir o cenário baiano de cosplay e promover a unificação e interação dos integrantes através de um ambiente de discussão saudável. Com mais de três mil seguidores, a paginado do grupo no Facebook divulga imagens dos membros, dicas e informações, além de anunciar encontros e eventos promovidos.


Cosplay é a abreviação de costume play ou ainda de costume que pode traduzir-se por "representação de personagem a caráter", e tem sido utilizado no original, como empréstimo linguístico, não convalidado no léxico português. O termo refere-se à atividade lúdica a qual consiste em atuar como personagem real (artista) ou ficcional (personagem de animes, mangás, comics ou videojogos), procurando interpretá-lo na medida do possível.


A caracterização é feita através d maquiagem, interpretação, vestuário e demais técnicas exigidas pelo alter ego do artista ou do personagem que está interpretando. Cosplayers são entertainers que podem fazer uso de sua arte cosplay com finalidade de hobby ou profissional, porém, acima de tudo, cosplayers são artistas da sociedade contemporânea.


HISTÓRIA


Em 1939, durante a primeira Worldcon, Forrest J. Ackerman e Myrtle R usaram pela primeira vez uma fantasia durante um evento. Ele criou a veste chamada "futurecostume", enquanto ela criou uma versão do vestido do filme "Things to Come" de 1936. Desde então, tornou-se uma prática anual nas Worldcon, com concursos e atrações próprias, e mais tarde estendendo-se aos fãs de fantasia e quadrinhos.


Os primeiros cosplays de mangá/anime registrados são posteriores aos anos 70, nos EUA. O fenômeno do cosplay chegou ao Japão na década de 80 por meio de Nobuyuki Takahashi, que ficou surpreso com o costume ao visitar um Wordcon e começou a incentivar a pratica com apoio das revistas de Ficção Científica. Tornou-se comum no Japão durante as Comic Markets do Japão (criadas em 1975), que se celebram em Odaiba (Tóquio), lugares de compra e venda de Dōjinshi. Esse evento prosseguiu desde então e se realiza regularmente.

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com