• Cidade da Bahia

Como cantou Raul, a Terra parou



Ruas desertas, lojas fechadas, igrejas e templos vazios, escolas e universidades em recesso. O mundo praticamente parado. As cenas reais dos últimos dias transformaram o baiano e soteropolitano Raul Seixas no profeta musical da pandemia do coronavírus que assola o mundo. Independente do abismo possível entre arte e realidade, as redes sociais ficaram repletas de postagens e links para reprodução da música “O Dia em Que a Terra Parou”, lançada em 1977 e um dos grandes sucessos do cantor e compositor.


Na verdade é provável que Raulzito tenha se inspirado no filme homônimo (The Day The Earth Stood Still) de 1951 e que ganharia um remake em 2008, mas alguns versos dele caíram como uma luva. Entre eles, os internautas destacaram “o empregado não saiu pro seu trabalho, pois sabia que o patrão também não tava lá”, “nas Igrejas nem um sino a badalar, pois sabiam que os fiéis também não tavam lá” e “o aluno não saiu para estudar, pois sabia o professor também não tava lá“.


A esperança é que os últimos versos também se confirmem: “e o doutor não saiu pra medicar, pois sabia que não tinha mais doença pra curar”. Tire as suas conclusões ouvindo a gravação de Raul Seixas abaixo.



Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com