• Cidade da Bahia

Com exclusivas saudades, este sábado é Dia da Língua Portuguesa



Repletos de esperança e com a saudade que só existe na nossa língua mãe, chegamos nesse 5 de maio meio isolados, meio mascarados e meio vacinados. Impedidos de aglomerar, com festas, visitas e viagens há muito adiadas, resta a ponte da palavra para nos aproximar e homenagear este Dia Mundial da Língua Portuguesa, ou Dia da Lusofonia.


A língua de Camões e Fernando Pessoa – e também de Machado de Assis e Jorge Amado – foi a primeira e única entre tantas e ter seu dia reconhecido pela Unesco, órgão das Nações Unidas (ONU) para a Educação, Ciência e Cultura. A confirmação da ONU ocorreu no dia 25 de novembro de 2019, às vésperas da pandemia de Covid-19, e referendou a resolução da XIV Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), realizada em 20 de julho de 2009. Na ocasião, a opção da CPLP foi escolher para a homenagem a data da sua primeira reunião.


O português é a língua oficial de nove países (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste), além da Região Administrativa Especial de Macau (China), e estima-se que seja falado por mais de 265 milhões de pessoas, sendo o idioma mais utilizado do hemisfério sul. A criação da data faz parte de uma estratégia de internacionalização da língua adotada pela CPLP, e busca aumentar o interesse pelo idioma também em áreas não-lusófonas.



*Acima vídeo da Unesco sobre a data; leia também o artigo “O português é uma língua que beija bem”, do arquiteto e colunista Eduardo Affonso

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo