• Cidade da Bahia

Comércio reabre com restrições no Nordeste de Amaralina



A Prefeitura vai implementar um novo modelo de medidas restritivas regionalizadas para conter a disseminação do coronavírus no Nordeste de Amaralina e, ao mesmo tempo, reabrir as atividades comerciais, suspensas há seis semanas. As medidas, bem como as ações de proteção à vida, foram prorrogadas por mais sete dias na localidade, mas os estabelecimentos poderão reabrir das 10h às 16h. O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto na manhã desta sexta-feira, 21 de agosto, durante inauguração da nova Rua Cônego Pereira.


O prefeito destacou que, por conta do alto índice de casos de Covid-19 registrados, o Nordeste de Amaralina passou por seis semanas com a abertura de comércio restrito apenas a estabelecimentos considerados essenciais. Dos 7.508 testes rápidos realizados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no local, 2.510 deram positivos nesse período. “Vamos acompanhar essas novas condições na localidade, restringindo o horário do comércio a seis horas por dia. Mas, se for preciso, iremos fechar tudo de novo”, afirmou ACM Neto.


As regras de funcionamento das atividades comerciais no Nordeste deverão seguir o que é determinado pelos protocolos gerais e setoriais. Por exemplo, bares e restaurantes continuarão abrindo a partir de meio-dia. Só que, ao invés de encerrar o expediente às 23h, esses espaços terão que fechar às 16h.


O prefeito também anunciou a prorrogação das medidas restritivas, pelo prazo de mais sete dias, em Pernambués, São Cristóvão e Santa Cruz, e reinclusão do bairro de Plataforma na lista. A partir desta sexta-feira (21), as operações serão encerradas em Mata Escura e Pirajá.

“Plataforma esteve na relação quando adotamos as primeiras medidas restritivas, no início da pandemia. Ficamos lá por quase um mês. Os números haviam melhorado muito na época, mas voltaram a piorar. Antes que a doença se alastre de maneira incontrolável, decidimos retornar ao bairro a partir do domingo (23)”, disse ACM Neto.


No total, Plataforma soma 1.033 casos da doença, sendo 279 apenas neste mês de agosto. Nos últimos 30 dias, foram 380 casos. Nos últimos sete dias, foram 161.

Portanto, em Pernambués, São Cristóvão, Santa Cruz e Plataforma nem as atividades liberadas para reabrir nas fases um e dois da retomada podem funcionar presencialmente. Ou seja, restaurantes e bares, por exemplo, não podem reabrir, a não ser com sistema delivery. Só podem funcionar presencialmente atividades essenciais, a exemplo de supermercados, panificadoras, farmácias, bancos e açougues, entre outros.


Nesses locais, as ações de proteção à vida continuam, envolvendo a distribuição de máscaras de proteção para a comunidade e de cestas básicas para ambulantes e feirantes, realização de testes rápidos para detecção do coronavírus, medição de temperatura, higienização de ruas, combate ao mosquito Aedes aegypti e assistência social através do Cras Itinerante.


ACM Neto também comunicou o retorno de mais duas ações para o enfrentamento do coronavírus na capital baiana. Uma delas é a volta das blitze educativas realizadas pela Transalvador com foco em monitorar o uso das máscaras de proteção pelos condutores e passageiros de veículos nas vias. A outra iniciativa é a utilização de carros de som, que irão circular por toda a cidade para alertar e orientar à população sobre a pandemia.


O chefe do Executivo municipal lembrou que, quinta-feira (20), Salvador fechou com a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes com a Covid-19 em 53% - a mais baixa de toda a série histórica. “É um grande feito, mas, num contexto geral, isso pode mudar completamente se baixarmos a guarda”, frisou.


O prefeito ainda disse que solicitou junto à Polícia Militar da Bahia reforço nas fiscalizações nos bairros, já a partir de hoje à noite, para coibir a formação de festas com paredões, como foi constatado em alguns bairros nos últimos dias. Caso ocorrências do tipo continuem frequentes, a Prefeitura tomará medidas mais rígidas. “Se houver insistência dessas atividades noturnas, que geram aglomeração, não hesitaremos em determinar o toque de recolher”, declarou ACM Neto.

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com