Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com

  • Cidade da Bahia

“Cidade da Música” mostra sua cara na Semana do Clima


Os acordes iniciais da ópera “O Guarani”, de Carlos Gomes, conhecida como tema do programa oficial “A Voz do Brasil”, com a projeção de um vídeo com imagem do diabo em meio a chamas, foi o primeiro ato do show de Carlinhos Brown, na noite do penúltimo dia da Semana do Clima da América Latina e Caribe, nesta quinta feira, 22 de agosto. A noitada de shows, aberta por Gilberto Gil, às 19h, foi o tempero que faltava para um evento desta importância realizado na capital baiana. Afinal, desde 2015 Salvador ostenta o título de “Cidade da Música” dado pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).


Enquanto Brown buscou um discurso alinhado com a ocasião, Gil precisou apenas peneirar algumas obras de arte do seu repertório para passar a mensagem. “A Novidade”, “Drão”, “A paz”, “Refavela”, “No woman no cry”, “Pais tropical” e “Andar com fé”, além de músicas marcantes do Ilê Aiyê e Olodum. Gil e Brown foram as grandes atrações, mas o evento contou desde o primeiro dia, 19 de agosto, com música nos finais de tarde, no happy hour. Esta missão foi cumprida com maestria e muita animação pela dupla Juan e Ravena.


Trio elétrico com energia solar


Conhecida pela bandeira em defesa do meio ambiente, a dupla musical de irmãos Juan e Ravena marcou presença no happy hour da programação da Semana Latino-Americana e Caribenha sobre Mudança do Clima, organizada pela ONU e Prefeitura. Os artistas, que durante o Carnaval de Salvador levaram para as ruas figurinos feitos com material reciclável e o primeiro trio movido a energia solar, aproveitam para, mais uma vez, deixar a mensagem de respeito e preservação da natureza.


Em 2018, a dupla passou pelo circuito Orlando Tapajós, no trecho Barra-Ondina, levando o único trio elétrico com energia solar do Carnaval de Salvador. O trio possuía quatro placas de 300W e 1,32KwP. Além do veículo ecologicamente correto, as vestimentas dos artistas respeitaram as regras de sustentabilidade, confeccionadas com material reciclado. No Furdunço, os cantores também cantaram no “pranchão” com energia solar puxado por um veículo Engesa 1988 emprestado pelo grupo de 4x4 Free Road e pela empresa Urubu com Faca Expedições.


Atualmente, a dupla se dedica à produção do DVD Solar, com pelo menos 15 novas canções autorais e que será gravado em novembro no Parque da Cidade. Juntos, a publicitária de formação e o estudante de arquitetura têm mais de 80 composições gravadas e em parcerias com nomes como Saulo, Val Macambira e Daniel Vieira.