• Cidade da Bahia

Cem mil testes para Covid-19 serão feitos nas ruas de Salvador



Cem mil testes rápidos para identificação de casos do novo coronavírus vão ser feitos nas ruas de Salvador a partir da próxima segunda-feira, 6 de abril. A informação foi divulgada pelo prefeito ACM Neto durante coletiva de imprensa para o anúncio da parceria entre Prefeitura e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).


Os testes serão realizados com motoristas, em esquema similar aos das blitze da Lei Seca. Profissionais da saúde vão fazer a medição da temperatura corporal dos passageiros. Caso identifiquem febre, será aplicado o procedimento para identificação da doença, com confiabilidade de até 80%. O motorista receberá o resultado em até dois dias, por SMS. Caso o resultado seja positivo, o paciente deve fazer uma contraprova no Laboratório de Saúde Pública do Estado da Bahia (Lacen).


A parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vai permitir a validação técnica das ações municipais a partir da análise dos dados da Covid-19 na cidade, revisão do plano de contingência para o combate à pandemia e o apoio ao diagnóstico da doença e na disseminação das informações para a população mais carente. Com validade de dois anos, o convênio foi assinado pelo prefeito ACM Neto e pela diretora da Fiocruz Bahia, Marilda Gonçalves.


Uma das iniciativas possibilitadas pelo convênio é o apoio no diagnóstico dos casos de Covid-19 na capital, com aumento para 500 do número de testes a serem realizados por dia. Estes testes serão feitos pela Fiocruz a partir de material colhido nas unidades de saúde e encaminhados pelos laboratórios centrais estadual e municipal.


Além disso, a fundação vai fazer, através do Centro de Integração de Dados e Conhecimento em Saúde da instituição, análise dos dados da Covid-19 utilizando modelos matemáticos para comparação com outros locais no Brasil e no mundo sobre a evolução da curva de transmissão do coronavírus, perfil dos pacientes infectados e localidades dos casos, por exemplo. Os resultados vão subsidiar as ações a serem adotadas pelo município, a exemplo dos decretos que restringem a circulação de pessoas e incentivam o isolamento social, conforme orientação das autoridades sanitárias.


Outro eixo é o apoio nas ações de comunicação em saúde para divulgar, ao máximo, as informações sobre a pandemia aos cidadãos, principalmente nas comunidades mais carentes. A estratégia deverá envolver desde conteúdos digitais até a orientação a ser levada pelos agentes comunitários de saúde para a população, no intuito de, através da informação, contribuir para o achatamento da curva de transmissão do coronavírus.

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com