• Cidade da Bahia

Carnaval será quando Deus quiser



O prefeito de Salvador, ACM Neto, confirmou neste final de semana o que todo mundo já sabia, que o Carnaval de 2021 não acontecerá de 11 a 16 de fevereiro, conforme o calendário oficial, ficando adiado provavelmente para o segundo semestre do ano. Extraoficialmente as prefeituras de Salvador e São Paulo já trabalham com as datas alternativas de 8 a 11 de julho. Neste caso, se a folia soteropolitana mantiver os seis dias, o início nas terras dos inventores do trio elétrico seria 6 de julho.


No plano oficial, no entanto, a definição de uma nova data para a folia depende da aprovação de uma vacina e da efetiva vacinação de uma parcela significativa da população. Outras festas, no entanto, serão canceladas ou ocorrerão de forma restritas ou alternativa, como o Reveillon e, no caso de Salvador, as festas de largo.


As prefeituras do Rio, Recife e Olinda ainda não se posicionaram oficialmente, mas é provável que sigam as definições de Salvador e São Paulo. Em outras duas ocasiões a festa do Carnaval também foi adiada oficialmente pelo governo, nos anos de 1892 no Rio, por causa da falta de limpeza pública, e em 1912 em todo o país, em luto pela morte do Barão do Rio Branco. Mas o povo comemorou assim mesmo. A festa também ocorreu mesmo durante as duas guerras mundiais, de 1914 a 1919 e de 1939 a 1945.


Um caso curioso aconteceu em 1914, após um longo período de chuvas provocar danos e mortes em Salvador e o desânimo tomar conta da população, que enfrentava uma crise econômica e as instabilidades no exterior que levaria à Primeira Guerra Mundial. Mesmo assim o Carnaval daquele ano aconteceu, mas foi considerado meia boca pelos soteropolitanos.


Mas, diante da frustração geral com o Carnaval de 1914, um grupo de entusiasmados foliões começou a articula a realização de um segundo Carnaval, que aconteceria depois do período da Quaresma. Assim, após a Páscoa de 1914, Salvador inovou ao sediar dois carnavais no mesmo ano. O duplo reinado de Momo não voltou a acontecer novamente na capital baiana, mas deu origem aos carnavais fora de época, ou micaretas, em outras cidades.


Então resta aos frustrados foliões acreditarem que há males que vêm para o bem. E que, mesmo tardio, 2021 terá um grande Carnaval. Isso, é claro, se Deus quiser, a ciência colaborar e o coisa ruim não atrapalhar.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com