• Cidade da Bahia

Carnaval deve gerar 120 toneladas de material reciclável



Neste Carnaval, Salvador vai contar com oito centrais para recebimento e triagem de materiais recicláveis recolhidos durante os dias de festa nos circuitos Dodô e Osmar. A ação, que será coordenada pela Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), em parceria com a Limpurb e Skol, patrocinadora da festa, prevê coletar cerca de 120 toneladas de resíduos, que serão encaminhados para as 11 cooperativas de reciclagem cadastradas pela Prefeitura.


No circuito Osmar, no Campo Grande, serão três pontos para recebimento dos materiais: na Rua da Ajuda, na Ladeira de São Bento e na Rua Direta da Piedade. E outros cinco estarão no circuito Barra-Ondina, onde ficarão duas centrais na Rua Marquês de Leão, uma na Rua Miguel Burnier e outros dois na Rua Baependi e na Praça Bahia Sol.


“A coleta seletiva no Carnaval é uma ação extremamente importante para a cidade do ponto de vista ambiental e social. A operação retira das ruas toneladas de resíduos que poderão voltar para a indústria de reciclagem através das cooperativas e depois retornar como produtos para serem comercializados. Ao mesmo tempo, atende a uma questão social, porque gera renda para muitas pessoas e famílias durante o período da festa”, afirmou André Fraga, secretário da Secis.


Cerca de 10% de todo material reciclável recolhido nas centrais instaladas nos circuitos do Carnaval são plásticos. Além das latinhas de alumínio, que continuam sendo o principal alvo dos catadores, por possuírem o maior valor agregado entre os recicláveis, todas as centrais terão estruturas destinadas para também receber o plástico e garrafas PETs.


Para Genivaldo Ribeiro, diretor administrativo da Cooperativa dos Agentes do Trabalho do Paraguary (Coopeguary), os cooperados que vivem da catação têm na ação um dinheiro a mais para pessoas que precisam incrementar a renda familiar. “São cerca de 250 pessoas da Coopeguary que aproveitam para ganhar um recurso que dá aquela folga nas contas. Tem gente aqui que já conseguiu até rebocar a casa com o dinheiro que recebe por prestar serviço na coleta seletiva do carnaval”, disse.


*Fonte Secom Salvador, foto de Bruno Concha/Secom

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com