• Cidade da Bahia

Campanha “Criança protegida, entre nesse bloco” é lançada em Salvador



A campanha nacional “Criança protegida, entre nesse bloco” foi lançada neste domingo (23) na capital baiana, com apoios da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) e Conselho Tutelar de Salvador. Com o objetivo de conscientizar e proteger as crianças contra qualquer tipo de violação durante a festa, a iniciativa teve inicio durante a passagem do bloco infantil Algodão Doce, no Campo Grande.


A mobilização consiste na distribuição de materiais como camisetas, viseiras, adesivos e folders nos circuitos do Carnaval e chegará a 21 capitais. Todo o material divulga o Disque 100, canal de denúncia de violações da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos (ONDH). O órgão coordena a campanha junto com a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e Adolescente (SNDCA) e faz parte do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).


“Estamos trabalhando incansavelmente para garantir os direitos e a proteção das nossas crianças e adolescentes neste Carnaval. Esta brilhante campanha vem para reforçar a importância do cuidado constante com nossos pequeninos durante os dias de festa”, destacou a titular da SPMJ, Rogéria Santos.


Carla Perez, que comanda o Algodão Doce há 20 anos, participou do lançamento da ação. "Fui convidada para ser madrinha desta linda campanha, para que a gente possa cuidar cada vez mais das nossas crianças. Então, é com muito prazer e muita honra que eu agradeço este convite", afirmou a cantora.


As cidades que terão distribuição de materiais são: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Boa Vista (RR), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Macapá (AP), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Palmas (TO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP) Teresina (PI) e Vitória (ES),


O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel.


O serviço pode ser considerado como “pronto socorro” dos direitos humanos, pois atende também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes e possibilitando o flagrante.


O Disque 100 recebe, analisa e encaminha denúncias de violações de direitos humanos relacionadas a diferentes temas, como crianças e adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiência, população LGBT e discriminação étnica ou racial.

Receba nossas atualizações

  • Cidade da Bahia
  • Ícone do Facebook Branco

© 2019 por Escriba Comunicação & Consultoria. Criado com Wix.com